Trabalhe com seus pontos fortes

Você já percebeu como nossa sociedade é aficionada por fracassos e fraquezas? Estudamos as doenças para saber o que é saúde. Investigamos a tristeza para saber o que é alegria. Olhamos para os fracassos para saber o que é sucesso. Seguindo essa teoria aprendemos que é preciso identificar, analisar e corrigir nossas fraquezas, para se tornar forte.

trabalhe seus pontos fortes

Mas, não é bem assim que o sucesso acontece. Analisar aquilo que não deu certo é importante para não repetir o erro. Agora, o que realmente fará você ter excelentes resultados é usar seus pontos fortes. Para ter uma vida produtiva e de sucesso você deve trabalhar com aquilo que você é bom.

Essa maneira de pensar está descrita no livro “Descubra seus pontos fortes” de Marcus Buckingham e Donald O. Clifton. Esta obra é baseada em uma pesquisa feita pelo Instituto Gallup com mais de 2 milhões de pessoas sobre sucesso e resultado.

Os estudiosos descobriram que os profissionais de ponta compartilham de um simples segredo: usam seu tempo, recursos e energia para aprimorar aquilo que fazem de melhor, deixando os pontos fracos em segundo plano. Dessa forma são mais eficazes, produtivos e felizes.

Esse estudo contraria muito do que acreditamos. A tendência da maioria das pessoas é “consertar” a parte ruim ou fraca de algo ou alguém. Se um estudante tira 9 em português e 5 em matemática, qual a matéria que irão mandar ele focar e se dedicar mais? Certamente a matemática. Mas a teoria do Instituto Gallup contraria isso. Segundo o estudo o aluno deveria focar e se dedicar ainda mais no português, pois é nisso que ele é bom. Mas, você pode perguntar-se:  E a matemática? Se ele não estudar não irá passar de ano. Verdade. E aqui entra o conceito de contenção de danos. O estudante precisará estudar matemática, mas apenas ao ponto de não reprovar de ano. Porque provavelmente mesmo se ele estudar muito não será um excelente aluno em matemática, mas pode ser em português pois é seu ponto forte.

Indo para o mundo dos negócios. Se você é um ótimo vendedor, mas muito ruim na parte financeira, foque nas vendas. E para a parte financeira contrate alguém ou delegue. Ou faça um curso para pelo menos entender e fazer o controle de danos para que a parte das finanças não atrapalhe você ou o seu negócio. Porque mesmo que você queira muito e se esforce para ser bom em finanças será mediano. Mas se focar nas vendas poderá ser excelente.

Portanto, é necessário que você saiba quais são seus pontos forte. O instituto possui um teste onde você pode identificar quais são eles, é rápido e fácil de fazer. Para isso você deve comprar o livro e fazer o teste na internet.

Mas eu quero deixar uma dica para você possa encontrar seus pontos fortes: identifique quais são seus talentos. Talentos são padrões naturalmente recorrentes de pensamento, sentimento ou comportamentos. Para você identifica-los, pode seguir 3 parâmetros: através do desejo, do aprendizado rápido e da satisfação.

Desejos revelam a presença de um talento, particularmente quando se manifestam cedo. Aos 13 anos, por exemplo, Picasso já estava matriculado numa escola de arte frequentada somente por adultos. Deve ser pelo nossos genes ou criação que temos alguns interesses desde criança em determinada área. Talvez você era atraído para desmontar a televisão velha da sua casa, enquanto os outros garotos jogavam futebol pela rua.

O aprendizado rápido é outra pista do talento. Se você começa algo sem saber nada e logo aprende como fazer e faz isso muito melhor do que as pessoas que estão ao seu redor, possivelmente você está no caminho certo.

E a satisfação fornece a última pista para o talento. Se você se sente bem ao desempenhar uma atividade, é provável que esteja usando um talento. E para ver se você está realmente satisfeito com que faz, veja se você está pensando no presente (quando isso vai acabar?), ou se pensa no futuro (quando posso fazer isso novamente?). Se fizer a última pergunta é bem provável que esteja usando seu talento.

Lembre-se: para se destacar na área que você escolheu e encontrar satisfação, você precisa encontrar seus pontos fortes, aprimorar-los e trabalhar com eles.

Ps: Esse artigo foi apresentado em forma de comentário no programa espaço empreendedor da Rádio Independente com apresentação de Rogério Wink. Ouça no link abaixo o programa completo:

www.independente.com.br/jornalista-fala-sobre-empreendedorismo-no-turismo-do-vale-do-taquari.html